Notícias

Como preparar um currículo de sucesso

Sem título

Um novo ano se aproxima e algumas pessoas vão tentar começá-lo de forma diferente e até em um país diferente! Se você é uma delas, ter um currículo bem estruturado é fundamental, caso almeje um novo emprego. Nesta postagem, te damos dicas preciosas que podem te ajudar nesta missão.

Na elaboração de um currículo, as seguintes perguntas surgem: que tipo de informação um CV deve ter? Quais são os aspectos mais importantes de um currículo que você atentar? Alguns empregadores listaram para a Universty of Kent o que mais eles levam em conta na hora de avaliar um currículo. Acompanhe:

45% Previous related work experience
35% Qualifications & skills
25% Easy to read
16% Accomplishments
14% Spelling & grammar
9% Education
9% Intangibles
3% Clear objective
2% Keywords added
1% Contact information
1% Personal experiences
1% Computer skills

Fonte: www.kent.ac.uk

Sabemos que não há uma única maneira “correta” de escrever e apresentar um CV, mas as seguintes regras gerais se aplicam:

– Deve ser direcionado para o trabalho específico ou área de carreira para a qual você está aplicando e traz as habilidades relevantes que você tem para oferecer;

– É cuidadosamente e claramente elaborado, fácil de ler;

– É informativo, mas conciso;

– É preciso em conteúdo, ortografia e gramática. Se você menciona a atenção ao detalhe como uma habilidade, certifique-se de que sua ortografia e gramática é perfeita!

Quanto ao tamanho, geralmente um currículo não passa de duas folhas de A4. Por mais que você tenha muit ao mostrar, seja claro e pontual. Deixe para alongar os detalhes na entrevista.

Aqui em Manaus, o professor Flávio Guimarães, consultor de carreiras, explica que é necessário ficar atento aos mínimos detalhes, que podem comprometer a sua admissão:

– Se você assumiu um cargo público temporário e não especificou no currículo que o mesmo tinha data de término definida, o selecionador pode ter uma falsa impressão de que você tomou posse e depois foi desligado. Então descreva: período de engajamento máximo até X anos, por exemplo, para deixar claro que você só passou aquele período, porque era a regra;

– Se você sempre atuou em indústrias e agora procura emprego na área de comércio ou serviço, cuidado para não descrever todos os seus cursos técnicos e causar a impressão no selecionador de que você não tem habilidade para a outra área. “O ideal é fazer um currículo específico para a área industrial, com todos os seus cursos técnicos, e outro direcionado para a mudança de área”, explica o especialista Flávio Guimarães.

– Seja claro em definir sua pretensão de trabalho: “atirar para todos os lados não é aconselhável”, afirma Flávio. Na realidade, sempre há uma área ou duas em que você tem mais experiência.

– Há aqueles que colocam todas as suas experiências em ordem cronológica, não é mesmo? O consultor de carreiras, Flávio Guimarães, aconselha que você coloque apenas os trabalhos formais, preferencialmente os últimos três, nos casos das pessoas que ficaram afastadas do trabalho e fizeram atividades informais.

Gostou das dicas? Esperamos que 2017 seja um ano repleto de realizações na sua vida. Ah e não esqueça de investir no indispensável: inglês! 🙂

 

  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image
  • Gallery Image

Deixe seu comentário

Preencha todos os campos marcados com asterísco (*)

Instituto Cultural Brasil - Estados Unidos
Av. Joaquim Nabuco, N. 1286 - Centro - CEP: 69020-030 - Manaus - AM
Tel: (92) 3198-7100

As informações deste site são constantemente atualizadas pelo ICBEU. Ressaltamos que o ICBEU reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.