Notícias

Aprender Inglês faz bem, em qualquer idade!

Recentemente precisei pesquisar preços de carro, pois o que a minha família possui já está passando dos 7 anos de uso. Ao chegar no pátio de uma revendedora de Manaus fui atendida por um vendedor jovem, simpático e bastante atencioso. Ele me mostrou as marcas de carro que me interessavam, falou sobre os preços, vantagens e descontos. Me interessei por um carro específico que na pronúncia do vendedor eu não conseguia entender de que carro se tratava, até que fui até a traseira do alto móvel e li a palavra FREEDOM. Passei cerca de 20 minutos falando sobre o carro com o vendedor e ouvi a pronúncia do nome do carro sendo dita de uma maneira tão incisiva que se eu não soubesse que a pronúncia era outra, eu teria saído convencida de que o nome do carro era FRI-DôN. Não comprei o carro, mas ficou a reflexão.

Aprender a língua inglesa para as gerações nascidas antes da revolução da internet era um sonho somente realizável para quem podia pagar uma escola de inglês, mas hoje se percebe que o inglês já se tornou algo como “lugar comum” para as pessoas, em especial nas grandes cidades do Brasil. Contudo, é interessante observar como as pessoas não percebem o momento em que vivemos em que o acesso à língua inglesa se encontra disseminado, ou como modernamente se diz , “viralizado”. Não falar inglês ainda aos 20, 30… ou 50 anos de idade, não é uma realidade somente das gerações anteriores. As gerações recentes também ainda não acordaram para a importância e o enriquecimento pessoal que saber falar uma língua estrangeira traz para o indivíduo.

Minha trajetória com a língua inglesa começou aos 16 anos e aos 23 anos eu já fazia minha primeira graduação na Inglaterra através de contatos que eu havia feito ainda no Brasil, e pelo fato de conseguir me comunicar em inglês, portas de viagens e empregos não pararam de abrir nas ultimas duas décadas desde que dei os primeiros passos na língua inglesa. Fiz um curso de mestrado também em universidade inglesa e, para a minha enorme satisfação, concluí o mesmo com “mérito”, distinção essa no diploma que nem mesmo a minha supervisora do curso que era americana conseguiu, mesmo o inglês sendo a minha segunda língua.

Apesar de a minha história de sucesso na língua inglesa estar longe de ser um indicativo de que todos trilharão o mesmo caminho se dedicarem tempo para aprender a língua inglesa em qualquer momento da vida, eu me pergunto que caminhos a minha vida teria tomado não fosse por eu ter me interessado pelo inglês aos 16 anos de idade e ter passado toda a minha vida adulta me aperfeiçoando na língua. Por esse motivo, incentivo todas as pessoas a estudar inglês, pois oportunidades batem à porta e se comunicar em inglês continua sendo uma das principais ferramentas que precisamos dominar para avançar na vida profissional, caso oportunidades se apresentem. Além disso, a língua inglesa se encontra presente em quase tudo o que consumimos no campo do entretenimento e é uma enorme satisfação poder entender o que é dito em filmes e séries, assim como ler literatura estrangeira que algumas vezes somente é traduzida para a língua inglesa. Ser fluente em inglês abre portas para se transitar tanto fisicamente quanto intelectualmente no mundo, de forma a se sentir mais integrado ao mesmo. Não bastassem os benefícios citados, falar inglês ainda faz bem para a saúde física das pessoas, pois especialistas defendem que aprender uma língua estrangeira é uma das melhores maneiras de manter o seu cérebro ativo e evitar perda me memória a longo prazo.

Aprender a me comunicar na língua inglesa deu o norte para a minha vida profissional e me trouxe diversas oportunidades de crescimento pessoal através de viagens, pessoas, relacionamentos, empregos, etc. Por esse motivo, decidi escrever sobre a minha trajetória com a língua inglesa para compartilhar com o leitor uma outra perspectiva e encorajar pessoas de todas as faixas etárias a embarcar na grande aventura de aprender uma língua estrangeira e, quem sabe, ver inúmeras portas de oportunidades de crescimento pessoal e/ou profissional abrirem diante dos seus olhos!

Profa. MsC. Letícia Lopes

Deixe seu comentário

Preencha todos os campos marcados com asterísco (*)

Instituto Cultural Brasil - Estados Unidos
Av. Joaquim Nabuco, N. 1286 - Centro - CEP: 69020-030 - Manaus - AM
Tel: (92) 3198-7100

As informações deste site são constantemente atualizadas pelo ICBEU. Ressaltamos que o ICBEU reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.